Teste reprova 7 marcas de azeite comercializadas no Brasil

Brasil

08/11/2018 às 23h06

Teste reprova 7 marcas de azeite comercializadas no Brasil

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 229 VEZES

Um teste realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste analisou quase 70 marcas de azeite comercializadas no mercado brasileiro.

 

Os resultados mostram que 18 produtos apresentaram irregularidades. Destes, 7 foram considerados ruins para o consumidor.

 

“Esses produtos, que não estavam em conformidade com a legislação, podem ser divididos em duas categorias: fraudados – produtos reprovados, de acordo com análises laboratoriais específicas, por apresentar indícios da adição de outros óleos vegetais e que não podem ser considerados como azeites, e fora de tipo – azeites que não foram considerados extravirgem pela análise sensorial, sendo enquadrados em categorias inferiores (virgem e lampante). Para não haver margens de dúvidas, o mesmo lote do produto foi avaliado por três painéis sensoriais reconhecidos pelo COI e que devem ser unanimes na avaliação”, indica a associação. 

 

Confira os resultados:

 

Entre os azeites fraudados aparecem as marcas Barcelona, Porto Valência, Casalberto, Olivenza, Faisão, Borgel e Do Chefe, enquanto entre os fora de tipo aparecem marcas como  Prezunic, Camponês e Estoril.

 

Melhores

 

Entre os melhores azeites do país estão o Prosperato Premium, com preço médio de R$ 49,90, o Menoyo, com preço médio de R$ 14,57 e o Tradição Brasileira, com preço de R$ 13,05. Veja o teste completo aqui.

 

Veja quais foram as marcas testadas:

 

Allegro, Andaluzia, Andorinha, Báltico (Broto Legal), Barcelona, Batalha, Bom dia, Borgel, Borges, Borges Sybaris, Borriello, Camponês, Carbonell, Cardeal, Carrefour, Casa Medeiros, Casalberto, Cocineiro, Deleyda, Delfos, Do Chefe, Don Giovanni, EA, Estoril, Faisão Real, Filippo Berio, Gallo, Gallo Grande Escolha, Great Value, Herdade do Esporão, La Española, La Pastina, La Violetera, Maria, Menoyo, Monde, Mondegão, Mytholio, Nova Oliva, Obra Prima, Olitália, Olivas do Sul, O-live, Oliveira Ramos, Oliveiras do Seival, Olivenza, Ouro de Santana, Paesano, Paganini, Parus, Porto Valência, Portucale, Prezunic, Prosperato, Qualitá, Raniere, Renata, Rey, Santa Maria, Santiago, Serrata, Star, TAEQ, Terrano, Toureiro, Tradição Brasileira, Verde Louro, Vila Flor e ZOH.

Comentários

Veja também

Facebook