Saúde de Campina divulga estratégias para prevenção ao sarampo

Saude

26/08/2019 às 15h45

Saúde de Campina divulga estratégias para prevenção ao sarampo

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 113 VEZES

CAMPINA GRANDE - A secretaria Municipal de saúde vai estender a vacinação do sarampo a todas as crianças do município entre seis e onze meses de vida, conforme orientação do Ministério da Saúde.

 

A vacinação para este público vai começar na próxima segunda-feira, 26, exclusivamente no Centro de Saúde Francisco Pinto e no Centro de Saúde do Catolé.

 

Em Campina Grande, são cerca de 2 mil crianças nessa faixa etária.

 

Apesar da recomendação, o Ministério da Saúde ainda não enviou o número de doses necessárias para atender ao público e, por isso, a imunização das crianças nessa idade vai ser realizada apenas nessas duas unidades.

Antes, a recomendação era aplicar a vacina em crianças de seis a onze meses somente para aquelas que iriam se deslocar para as áreas de risco.

imagem

“A indicação é porque essa fase apresenta maior risco de morbimortalidade, então está se buscando prevenir e proteger esse público mais vulnerável. No entanto, ainda não recebemos as doses extras e, em função disso, estamos adotando essa estratégia até que sejamos reabastecidos”, disse a coordenadora Municipal de imunização, Miralva Cruz.

Mesmo tomando essa dose complementar, que é chamada de dose zero, as crianças precisam ser imunizadas normalmente conforme o esquema vacinal para a doença.

Ou seja, é necessário aplicar a primeira dose da vacina tríplice viral aos doze meses de vida e a segunda dose aos quinze meses, 1 ano e 1 ano e três meses, respectivamente.

A tríplice viral protege do sarampo, da caxumba e da rubéola. Para essas doses do esquema vacinal de rotina, os pais podem procurar qualquer Unidade Básica de Saúde da cidade.

imagem

As crianças com mais de onze meses que tomarem a chamada dose zero devem aguardar completar 30 dias para poder tomar a dose 1 do esquema vacinal normal de rotina.

Ou seja, elas não recebem a injeção assim que completarem 12 meses, mas assim que completar 30 dias da dose zero.

Os adolescentes e adultos até 29 anos que não tomaram a vacina tríplice viral no tempo adequado, podem tomar duas doses no intervalo de trinta dias.

Os adultos entre 30 e 49 anos têm direito a tomar uma dose, caso nunca tenham tomado nenhuma dose anteriormente.

As pessoas a partir dos 50 anos de idade não têm recomendação para receber a aplicação da vacina.

Os trabalhadores em saúde têm acesso à imunização a qualquer tempo.

Para orientar os profissionais da rede sobre o tema, a Secretaria de Saúde vai realizar uma capacitação com a médica Socorro Martins, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, na próxima quarta-feira, às 14 horas, no auditório da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Liberdade.

A palestra é aberta a todos os profissionais da área de saúde.

O Brasil registrou 1.680 casos confirmados de sarampo.

Atualmente, se encontram em situação de surto 11 estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Goiás, Maranhão, Bahia, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Sergipe, Piauí e Paraná.

Comentários

Veja também

Facebook