Prefeito de Soledade não consegue sequer formar uma equipe de Governo

Politica

17/06/2019 às 23h39

Prefeito de Soledade não consegue sequer formar uma equipe de Governo

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 983 VEZES

SOLEDADE (PB) - Apesar de tentar passar para a população de que tudo está um céu de brigadeiro, a verdade é que o prefeito, Geraldo Moura Ramos (PP), enfrenta uma grande turbulência no seu Governo.

 

Na semana passada, por exemplo, três secretários e cinco diretores de órgãos da Prefeitura, pediram demissão em massa e, até o momento, o alcaide não conseguiu preencher os cargos vagos.

 

Ele até que tentou, procurou diversas pessoas, mas todos disseram NÃO, deixando o prefeito com a cabeça quente diante de tantas recusas, apesar dos salários serem atraentes.

 

Até o momento, o prefeito só conseguiu preencher dois cargos: a direção do Ipsol e a secretaria de finanças.

 

Enfrentando diversas denuncias de corrupção no Ministério Público da Paraíba (MPPB), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e uma comissão processante na Câmara de Vereadores, onde a bancada que lhe dar sustentação é minoria, Geraldo está com o prestígio em baixa perante grande parte da população, haja vista que, devido a letargia da administração, praticamente todos os serviços oferecidos aos soledadenses, ou estão parados ou funcionam de forma precária, principalmente na saúde.

 

Ao invés de se defender das graves acusações, o chefe do executivo tem adotado a estratégia do coitadinho, tentando se passar por vítima, afirmando que existe um complô armado por ex-aliados para lhe derrubar do poder.

 

Mas a sociedade tem dado mostras de que não está caindo no conto do vigário de Geraldo, basta ver que a popularidade dele vem despencado a cada dia.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook