Prefeita de São Bentinho é alvo de ação por contratação de servidora fantasma

Paraíba

08/01/2019 às 12h44

Prefeita de São Bentinho é alvo de ação por contratação de servidora fantasma

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 317 VEZES

SÃO BENTINHO - O Ministério Público da Paraíba (MPPB), ajuizou uma ação civil pública contra a prefeita deste município sertanejo Giovana Leite (PSB), por contratação de servidor “fantasma”.

 

Também é alvo da ação, a servidora nomeada para cargo comissionado, Rosilene Figueiredo Firmino, que nunca exerceu a função.

 

A ação requer a condenação delas por ato de improbidade administrativa e a concessão de liminar para tornar indisponíveis bens da gestora e da servidora.

 

Conforme explica o promotor de Justiça, Leidimar Almeida Bezerra, a ação é o resultado do inquérito civil público instaurado pela promotoria de Justiça de Pombal, para apurar os fatos denunciados em representação anônima sobre supostos atos de improbidade administrativa praticados pela prefeita e a servidora.

 

A promotoria constatou que Rosilene foi nomeada, em agosto de 2013, pela gestora para ocupar o cargo público em comissão de chefe de serviços de licitações do município de São Bentinho, recebendo mensalmente até outubro de 2015, verbas públicas que no período totalizaram R$ 18,7 mil, sem, todavia, cumprir com as obrigações de seu cargo.

 

“Trata-se, na verdade, da velha política dos funcionários ‘fantasmas’, em que o gestor municipal, fraudando a lei que exige o concurso público, nomeia para os chamados ‘cargos de confiança’ pessoas próximas a ele, com o intuito de beneficiá-las, sem que estas pessoas sequer desempenhem funções no município”, disse o promotor.

Comentários

Veja também

Facebook