Pedoca tenta se viabilizar como candidato a prefeito pela oposição juazeirinhense

Politica

03/11/2018 às 17h37

Pedoca tenta se viabilizar como candidato a prefeito pela oposição juazeirinhense

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 482 VEZES

JUAZEIRINHO - Com o término das eleições gerais, agora é hora de pensar nas disputas do pleito Municipal em 2020 e começar as discussões.

 

E, neste sentido, o arquiteto, Pedoca, já está se articulando para se viabilizar como prefeitável pela oposição Juazeirinhense.

 

Pedoca, filho de pais ex-prefeitos, Pedro Marinheiro (in memorian) e Bete Pascoal, tem entabulado conversas com lideranças políticas local com o intuito de formar um bloco político.

 

No entanto, ele tem dito a interlocutores que não pretende se aliar de forma nenhuma ao primo e ex-prefeito, Fred Marinheiro (2001 - 2008).

 

Para Pedoca, Fred é o responsável pelo racha provocado em 2001 no clã Marinheiro e que culminou com a hegemonia de 49 anos ininterruptos de domínio desta família na política local.

 

Na ânsia de ser prefeito, Fred não respeitou o direito legítimo da mãe de Pedoca de disputar a reeleição em 2000 e se juntou a Dr Genival Matias (in memorian), adversário histórico da família Marinheiro.

 

No calor da disputa, o ex-prefeito jogou de cima do palanque segredos guardados a sete chaves e desmoralizou em praça pública o próprio sangue.

 

O resultado foi o espatifamento dos Marinheiros e a perda da hegemonia política.

 

Dois anos depois, Fred voltou para os braços da parentela, mas o estrago já estava feito e seria irreparável, tendo se agravado ainda mais com a derrota de Roberto, irmão de Pedoca, em 2008, para Bevilacqua Matias (Avante).

 

Por isso, Pedoca diz que quer distância de Fred nas próximas eleições e pretende ter vida própria na política local, assim como fez seu avô, Severino Marinheiro, primeiro prefeito eleito de Juazeirinho e do seu pai, Pedro, que liderou o grupo com mãos de ferro até falecer em 1998, já como deputado Estadual.

 

Reduto petista

 

No entanto, apesar de ter o sangue azul, Pedoca vai ter muita dificuldades para se viabilizar politicamente em solo juazeirinhense.

 

Primeiro porque é um ilustre desconhecido dos eleitores, haja vista que nunca morou na cidade, preferindo as grandes metrópoles e até o exterior.

 

Havia muitos anos que ele não aparecia em Juazeirinho, o que aconteceu na campanha deste ano quando veio pedir votos para seus candidatos a deputados.

 

Segundo que Juazeirinho, é um reduto predominantemente petista, basta lembrar que o candidato a presidente, Fernando Haddad, do PT, bateu Jair Bolsonaro do PSL no primeiro turno (5.067 a 1918) e, no segundo (6.986 a 2.193), com larga vantagem.

 

Em seu perfil pessoal, no Facebook Pedoca faz questão de destilar seu ódio ao PT e de atacar as principais lideranças do 13, principalmente, o ex-presidente, Lula (2003 - 2010).

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook