Operação PC27 prende suspeitos de homicídios e roubos em Campina

Policial

15/12/2017 às 23h55

Operação PC27 prende suspeitos de homicídios e roubos em Campina

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 407 VEZES

CAMPINA GRANDE - A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Homicídios), deflagrou, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (14) a Operação PC27.

 

A ação, que aconteceu simultaneamente em 27 estados, teve como objetivo cumprir mandados de busca domiciliar e de prisão, relativos a Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e Crimes Violentos Patrimoniais (CVP), homicídios e roubos.

 

A Operação foi realizada nos bairros Catingueira, Jeremias e das Cidades.

 

Em Campina Grande, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão e um mandado de apreensão contra uma adolescente.

 

Entre os alvos estavam Cícero Farias do Nascimento e Alex Cavalcanti da Silva, que são investigados por envolvimento no homicídio de Lucas Silva, "Papito", fato ocorrido no dia 4 de setembro deste ano no bairro das Cidades, na zona sul.

 

O preso Alex Cavalcanti ainda foi autuado em flagrante por crime de tráfico de entorpecentes, uma vez que os policiais encontraram na residência dele drogas já prontas para venda. 

 

A adolescente de 17 anos foi autuada em flagrante de ato infracional por estar de posse de quatro cédulas de dinheiro falsas e uma Carteira de Identidade com a foto dela e dados de outra pessoa maior de idade.

 

A adolescente é foragida do Centro Educacional de Natal, no Rio Grande do Norte.

 

Os levantamentos mostram que ela tem envolvimento com a prática de um ato infracional semelhante a homicídio e várias infrações semelhantes a crimes patrimoniais, roubos e furtos.

 

A adolescente será apresentada ao promotor da infância e juventude de Campina, mas como tem um mandado de busca e apreensão em aberto expedido pela Justiça do RN, deve ser encaminhada para lá.

 

Já os quatro presos foram ouvidos pelas delegadas de Crimes Contra a Pessoa, Ellen Lima e Nercilia Dantas. Depois dos depoimentos, os suspeitos foram recolhidos na carceragem da Central de Polícia, no bairro Catolé, para aguardar a apresentação ao juiz da audiência de custodia.

Comentários

Veja também

Facebook