Nós vereadores não precisamos de ponto eletrônico para trabalharmos, diz Pimentel

Politica

09/02/2018 às 10h06

Nós vereadores não precisamos de ponto eletrônico para trabalharmos, diz Pimentel

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 282 VEZES

CAMPINA GRANDE - O vereador, Antonio Alves Pimentel Filho e a atual presidente da Câmara Municipal, Ivonete Ludgério, são do mesmo partido, mas vivem se engalfinhando tacitamente nos bastidores.

 

Desta vez, Pimentel ironizou nesta quinta-feira (8) durante o início dos trabalhos legisativos, Ivonete, que decidiu instalar o ponto eletrônico com o intuito de fiscalizar os vereadores, que são obrigados a partir de agora a registrarem as presenças colocando o dedo no novo equipamento.

 

Em entrevista ao helenolima.com, Pimentel disse que os vereadores trabalharam bastante no ano passado sem a necessidade da presença digital e que neste ano não será diferente.

 

"Vamos iniciar o ano com o pé no acelerador, como fizemos no ano passado. Justiça seja feita, a Câmara não precisou da presença digital de nenhum colega, pois todos marcaram presença maciça com projetos e requerimentos que vocês (imprensa) todos viram. Tenho certeza que eu e meus pares, entraremos 2018 com a mesma garra do respeito ao voto e ao trabalho, para representar Campina com a nossa presença através de projetos, requerimentos e visitando as comunidades", observa.

 

Rumo a Assembleia Legislativa

 

Após 8 mandatos consecutivos, Pimentel é pré-candidato a deputado Estadual nas próximas eleições.

 

Segundo ele, não é fácil se eleger vereador em Campina, uma cidade politizada e que exige muito dos seus representantes.

 

"Ser eleito uma vez, pode até ser, pois trata-se de uma abertura. Agora, 8 vezes seguidas e entre os três mais votados, não é fácil. Significa que, com toda a certeza, o povo de Campina Grande aprova o nosso trabalho. Isso nos dar o respaldo e a confiança de que estamos fazendo pela cidade e podemos ampliar isso para o Estado. Neste sentido, estou colocando meu nome para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa", garante.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook