Meu pai nos deixa hoje, mas com sentimento de dever cumprido

Geral

08/06/2019 às 15h25

Meu pai nos deixa hoje, mas com sentimento de dever cumprido

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 593 VEZES

A história de Puxinanã se confunde com a história de Abelardo Coutinho, meu pai, que nos deixa hoje, mas com o sentimento de dever cumprido.

 

O dever de ser pai, filho, irmão, amigo e, acima de tudo, fiel e companheiro.

 

Ficarei aqui, seguindo seu exemplo e levando seu legado por toda vida.

 

Que Deus acalme nosso coração e nos dê o conforto necessário para seguir.

 

Te amo, pai!

 

Por Felipe Gurgel Coutinho, prefeito de Puxinanã

Comentários

Veja também

Facebook