Marido desconfia que estaria sendo traído pela esposa e espanca ex-vereador juazeirinhense

Geral

11/11/2018 às 21h11

Marido desconfia que estaria sendo traído pela esposa e espanca ex-vereador juazeirinhense

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 4394 VEZES

O ex-vereador de Juazeirinho, Bruno Veloso Lopes (2013 - 2016), foi brutalmente espancado recentemente na cidade de Mari, por um marido ciumento, que desconfiou que estaria sendo traído pela esposa.

 

Informações exclusivas apuradas pelo CHUPA CABRA, dão conta de que Bruno, teria se envolvido com a mulher casada em Mari e quase pagou com a própria vida pelo adultério.

 

O marido teria descoberto a traição através de ligações ou conversas pelo celular e agrediu o ex-vereador.

 

Bruno que, inclusive, é casado, foi espancado e apanhou bastante do marido ciumento, tendo ficado todo machucado, precisando, inclusive, de atendimento médico.

 

O fato ocorreu no dia 20 de outubro, mas foi abafado e só foi descoberto graças ao trabalho investigativo do CHUPA CABRA.

 

Bruno é filho do atual vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro e, portanto, irmão por parte de pai, do deputado Federal, Aguinaldo e da senadora eleita, Daniella, todos do PP.

 

Bruno era casado com uma juazeirinhense, com quem tem um casal de filhos, mas se separou recentemente e se casou com uma mariense que, ao que parece, seria vereadora nesta cidade.

 

Ex-vereador nega que tenha ficado com a mulher casada

 

Em contato com o helenolima.com, Bruno, a principio, negou que tivesse sido agredido pelo marido ciumento, mas disse que tinha sido vítima de um atentado e que duas pessoas haviam tentado lhe matar em uma emboscada.

 

"Foi uma emboscada, briga. Duas pessoas tentaram me matar. Mas já estou bom. Não precisa publicar, em canto nenhum, não", disse.

 

Porem ao mostrarmos a foto e informar-lhe que já sabíamos quem o teria agredido e por que, ele confessou ter sido espancado pelo marido ciumento.

 

No entanto, negou que tenha tido algum tipo de relação sexual com a mulher casada, apesar dela ter tentado marcar vários encontros amorosos, mas ele garante que não foi em nenhum.

 

Bruno disse que só escapou da fúria do marido ciumento porque estava na companhia do seu motorista

 

"O safado achou que eu estava com a mulher dele, mas não estava não. A sorte é que eu estava com um motorista. Por isso, ele não me matou. O covarde (marido) me pegou, ele armado e o outro com pau e uma faca. Escapei por pouco. Mas não fiz nada com a mulher do cara. Ela atrás de mim, marcou 5 vezes, mas eu não fui", garante.

 

Apesar de ter ficado bastante machucado, Bruno não teve nenhum problema maior e já se recuperou da surra.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook