Jornalista é ameaçado de morte e entidade denuncia caso às autoridades

Paraíba

15/05/2019 às 12h27

Jornalista é ameaçado de morte e entidade denuncia caso às autoridades

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 823 VEZES

A Federação Nacional dos Comunicadores (Fenacom), entidade que atua na defesa dos profissionais da comunicação em todo o Brasil, está encaminhando um documento ao Ministério da Justiça, à Secretaria de Segurança Pública da Paraíba e à Superintendência de Polícia Federal no mesmo Estado, pedindo proteção para o jornalista, Ediglei Cordeiro, apresentador do programa “A Tribuna do Povo”,  que vem sendo intimidado e recebendo ameaças em decorrência da sua atuação jornalística.

 

O Jornalista, Fábio Camilo, presidente da Fenacom, disse que a entidade levará o caso às autoridades da justiça e policial, não apenas na Paraíba, mas ao Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

 

“A atuação de Ediglei é, sem sobra de dúvidas, uma ameaça aos que não andam em conformidade com a Lei e nós da Fenacom, somos uma família, onde um irmão jornalista é intimidado ou ameaçado, lá estaremos nós, pedindo as providências as autoridades da justiça e da polícia, sejam estaduais ou federais.  O caso em questão está sendo encaminhado ao Ministro da Justiça e esperamos que qualquer um que tentar intimidar ou ameaçar um jornalista neste país, sofra os rigores da Lei”, disse.

 

Apresentador do programa “A Tribuna do Povo”, Ediglei, que é do município de São Vicente do Seridó, encaminhou à Federação, alguns áudios de pessoas que o alertaram sobre os riscos que está correndo.

 

“Enviamos à Fenacom, algumas mensagens contendo relatos de ameaças contra a minha integridade física. Claro que algumas das mensagens e seus autores estão resguardados pelo sigilo profissional, mas não poderia ter esta situação sem pedir o apoio do órgão ao qual faço parte e é um marco na defesa do jornalismo independente. A federação, de pronto, encaminhará a situação ao Ministério da Justiça, bem como à Polícia Federal e a Secretaria de Segurança do Estado da Paraíba”, pontua o jornalista.

 

As tentativas de intimidação e ameaças ao profissional de imprensa, podem virar caso de investigação nas esferas, Estadual e Federal.

 

Veja vídeo do presidente da Fenacom AQUI

 

A imagem pode conter: texto

Nenhuma descrição de foto disponível.

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook