Internos do Lar do Garoto fazem curso profissionalizante de serigrafia

Educação

30/11/2017 às 09h29

Internos do Lar do Garoto fazem curso profissionalizante de serigrafia

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 147 VEZES

Trinta e dois socioeducandos do Lar do Garoto, unidade de cumprimento de medidas da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida”, em Lagoa Seca, começaram esta semana o curso profissionalizante de serigrafia, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai, no refeitório da Unidade Socioeducativa.

 

O benefício é fruto da parceria firmada entre a Fundac e o Ministério Público do Trabalho, em Campina Grande, por meio do projeto ‘Aprendizagem do Sistema Socioeducativo’, que busca profissionalizar jovens em situação de vulnerabilidade e em conflito com a lei, atendendo jovens em cumprimento de medida em regime fechado, liberdade assistida ou prestando serviços à comunidade.

 

Durante todo o ano, a parceria beneficiou os socioeducandos do Lar do Garoto com 160 vagas distribuídas em cinco cursos profissionalizantes, entre eles: Confeiteiro, Montador de Calçados, Instalador Hidrossanitário, Operador de Microcomputador e Serigrafia. Este último encerra a parceria entre as instituições que já vêm pactuando mais novidades para os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no Lar do Garoto.

 

O curso de Serigrafia terá carga horária de 80 horas e os 32 adolescentes serão divididos em quatro turmas de oito alunos. A aula inaugural aconteceu nessa segunda-feira (27), no refeitório da unidade socioeducativa e contou com a presença do presidente da Fundac, Noaldo Meireles; do diretor da unidade, Luiz Antônio, da coordenadora pedagógica, Luzivone Lopes; do professor do Senai, Gláucio Sousa de Oliveira; e da oficineira Janaína Oliveira.

 

Na ocasião, o diretor do Lar do Garoto, Luiz Antônio, incentivou os adolescentes quanto ao comportamento durante o curso e aproveitamento da oportunidade, já que os escolhidos para estarem ali foram por seus próprios méritos. “Vocês estão tendo a oportunidade de fazer um curso extremamente caro, que muitos desejariam ter a oportunidade de fazer, então, aproveitem cada segundo e pensem que daqui poderão traçar novos caminhos para o futuro”, disse Luiz.

 

“Este curso é a porta mais curta para vocês saírem daqui. O bom comportamento durante as aulas pode acelerar a extinção da medida de cada um de vocês. Então, aproveitem bastante a oportunidade que estão tendo, pois o acesso a cursos ministrados pelo Senai, com professores no nível que estão tendo, não é fácil”, disse o presidente da Fundac, Noaldo Meireles, exteriorizando ainda, o desejo de estar no lugar dos adolescentes, fazendo o curso de serigrafia.

 

O professor do curso de Serigrafia falou um pouco da experiência profissional, inicialmente como torneiro mecânico, chegando à serigrafia, por meio de curso profissionalizante também ministrado pelo Senai. “Posteriormente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial abriu vagas para concurso e foi aí que iniciei minha carreira como professor”, contou Gláucio Sousa.

 

Comentários

Veja também

Facebook