Infarto fulminante mata vice-prefeito da cidade de Puxinanã

Geral

11/06/2019 às 08h00

Infarto fulminante mata vice-prefeito da cidade de Puxinanã

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 405 VEZES

PUXINANà- Um infarto fulminante vitimou fatalmente na manhã desta terça-feira (11), o atual vice-prefeito, Hélio Monteiro Lima (PCdoB), aos 59 anos.

 

Figura bastante popular e carismática, Hélio Placa, como era conhecido, era muito amado pelos puxinanaenses, terra adotada por ele, que era brejeira de Alagoas Nova, para viver.

 

Foi na terra dos lajedos, que ele iniciou a sua carreira política, sendo candidato a prefeito em 2008 pelo PSB, obtendo naquela oportunidade 923 votos, ficando em segundo lugar numa eleição vencida por Abelardo Coutinho (in memorian).

 

Na eleição seguinte, em 2012, novamente Hélio disputa o pleito como candidato a prefeito e, agora no PCdoB, obtém 1.464 escrutínios.

 

Em 2016, a convite de Abelardo, aceitou ser seu companheiro de chapa como candidato a vice-prefeito.

 

No decorrer da campanha, Abelardo foi impedido pela Justiça Eleitoral de prosseguir na disputa e seu filho, Felipe, lhe substituiu, vencendo o pleito.

 

Atualmente, além das funções de vice-prefeito, Hélio também estava no ramo da avicultura, atividade que estava lhe dando enorme prazer.

 

Ele também atuou por longos anos como despachante, no Detran, daí o apelido de Hélio Placa.

 

Era casado com dona Socorro, atual secretária adjunta de saúde de Puxinanã e deixa cinco filhos. 

 

Uma de suas grandes paixões eram os cavalos e ele adorava uma cavalgada.

 

No velório de Abelardo, no último sábado (8), Hélio conversava com alguns amigos e pregava a união para as próximas eleições, após a morte do comandante.

 

Aguarde mais informações com relação a velório e sepultamento a qualquer momento.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook