Grupo liderado por ex-prefeito de Soledade vai apoiar pré-candidatura de Maranhão

Politica

17/07/2018 às 07h01

Grupo liderado por ex-prefeito de Soledade vai apoiar pré-candidatura de Maranhão

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 531 VEZES

SOLEDADE (PB) - O gripo liderado pelo ex-prefeito, Ivanildo Gouveia (2005 - 2011), pode está de malas prontas para desembarcar no apoio a pré-candidatura a governador de José Maranhão (MDB).

 

Ivanildo tem como líder político na Paraíba, o atual deputado Federal, Wellington Roberto (PR) que, por sua vez, indicou recentemente o seu filho, Bruno, para ser o companheiro de chapa de Maranhão, como pré-candidato a vice-governador.

 

Em contato com este canal de comunicação, o ex-prefeito soledadense teceu comentários elogiosos a forma de administrar do atual senador e disse que Maranhão é um grande homem público.

 

No entanto, ele não confirmou oficialmente o desembarque no apoio a pré-candidatura do mestre de obras, mas deu pistas.

 

"Olha, preciso confirmar com Wellington, pois agora tem um fato novo, que é justamente o seu filho, Bruno, na chapa de Maranhão. Vamos ouvir o deputado e saber o que ele pensa disso tudo", pontua Ivanildo.

 

Nesta segunda-feira (16), o ex-gestor soledadense, acompanhado da vice-prefeita, Fabiana Gouveia, do presidente da Câmara, Reginaldo de Babá e do vereador, Miranda Neto, todos do PR, se reuniram com WR

 

Como pano de fundo, eles disseram que foram até o parlamentar agradecer pelos benefícios enviados a Soledade através do seu mandato.

 

Mas na realidade o teor da conversa foi justamente o apoio a chapa Maranhão/Bruno.

 

"Resolvemos ir até o deputado, Wellington Roberto, para agradecer as emendas a favor do município (custeio saúde e pavimentação) por ele destinadas e, ao mesmo tempo, renovar o compromisso de caminharmos juntos.

 

Com isso, o já desgastado prefeito, Geraldo Moura Ramos (PP), perde um grande reforço no apoio a João Azevedo, pré-candidato a governador pelo PSB, haja vista que Ivanildo tinha intenção de apoiar o socialista.

 

Devido a uma gestão capenga, Geraldo enfrenta um forte rejeição por parte da população que beira os 80%, detectada em pesquisa interna realizada pelo próprio Governo do Estado, que acendeu o alerta e já procura outras alternativas para evitar o desastre nas urnas caso continue contanto apenas com o apoio do atual prefeito.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook