Gestantes da cidade de Malta visitam Maternidade de Patos e recebem orientações

Saude

01/08/2018 às 06h10

Gestantes da cidade de Malta visitam Maternidade de Patos e recebem orientações

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 249 VEZES

Um grupo de gestantes da cidade de Malta atendidas nas unidades de saúde do município conheceu, nesta terça-feira (31), as dependências da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, que será a unidade que as acolherá no momento do parto. A visita faz parte do projeto “Acolher’, que tem o objetivo de orientar as gestantes sobre seus direitos, mostrar o ambiente onde elas farão seu parto e contribuir para que as futuras mamães vivam a experiência de se tornarem mães de uma forma mais tranquila.

 

Durante a visita, que passou pelo Serviço Social, recepção, alojamentos, refeitório, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin), a sala de parto humanizado, o alojamento Mãe-Canguru, o Banco de Leite, entre outras dependências da Maternidade, com exceção das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e Bloco Cirúrgico, as gestantes foram acompanhadas pela gerente de Enfermagem da Maternidade, Milene Nunes.

 

Elas conheceram as instalações, os profissionais, a estrutura e os cuidados que terão em um dos momentos mais importantes de suas vidas. Também ouviram palestras sobre os direitos que têm como pacientes, incluindo a opção por ter um acompanhante, além de orientações do que ela pode levar para a Maternidade, inclusive sobre os documentos necessários para atendimento, além de uma palestra sobre a doação de leite, com a coordenadora do Banco de Leite, Joana Sabino e ainda orientações sobre parto humanizado.

 

O projeto ‘Acolher’, idealizado pela psicóloga e técnica de enfermagem Maria Lidiana Gomes, com apoio das enfermeiras Ligia Karla e Nallygi Gyanca e Rosalba Dantas, realizou, ano passado, a mesma visita com outro grupo de gestantes.

 

“É sabido que a questão emocional na hora do parto às vezes atrapalha e na medida em que as gestantes conhecem o espaço onde terão seus bebês e se familiarizam com a rotina da Maternidade, isso traz uma tranquilidade maior”, argumenta Lidiana.

 

Além da visita à Maternidade, o projeto, que começou em maio de 2017, inclui a realização de encontros trimestrais com as gestantes do município.

Comentários

Veja também

Facebook