Funerária entrega corpos de soledadenses nus para velório e sepultamento

Paraíba

18/04/2019 às 11h58

Funerária entrega corpos de soledadenses nus para velório e sepultamento

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 4314 VEZES

Alguns moradores da cidade de Soledade, mantiveram contatos com o helenolima.com nesta quinta-feira (18) para denunciarem uma funerária que entregou para velório e sepultamento os corpos de Janilsson de Alcântara Barbosa, 24 anos e Edson Araújo, o popular, Nego, 27 anos, completamente nus.

 

Janilsson e Nego, morreram vítima de acidente no início da noite de terça-feira (16), na BR 230, entre as cidades de Soledade e Juazeirinho, quando um veículo bateu na traseira da motocicleta que eles trafegavam.

 

Ambos foram sepultados no final da tarde desta quarta-feira (17) no cemitério público de Soledade

 

Ao portal, os moradores relataram que a Prefeitura Municipal de Soledade, pagou o funeral completo à mortuária.

 

No entanto, a funerária simplesmente pegou os corpos no Instituto de Polícia Científica (IPC), em Campina Grande, colocou-os dentro do caixão e os levou para o velório.

 

No velório, o pai de uma das vítimas pediu para abrir o caixão, foi quando o funcionário da funerária, teria dito que isso não seria possível, pois os corpos estavam nus.

 

Em um grupo de Whatsapp, moradores que conhecem as famílias das vítimas, ficaram indignados com o descaso da Uniplan e lamentaram o descaso.

 

"Me desculpa, mas quando a funerária vai buscar o corpo, o caixão já não vai com flores não e nem com a mortalha, já que eles estavam no IML? Porque realmente, a família em choque, não tem como pensar nesses detalhes", disse uma pessoa.

 

"Mesmo com a dor e a tragédia, quem ia gostar de saber que seu parente foi enterrado somente dentro de um caixão sem flor? É uma situação inexplicável e triste", disse outra.

 

Veja vídeo do cortejo fúnebre AQUI

 

Uma vítima está internada

 

Ainda sobre o acidente, o jovem, Edjanilson, que também estava na garupa da motocicleta, sobreviveu, mas está internado no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e seu quadro de saúde inspira cuidados.

 

A família pede doações de fraudas geriátricas para ele.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook