Fim da aliança entre Geraldo e Ivanildo está bem próximo

Politica

10/04/2018 às 14h06

Fim da aliança entre Geraldo e Ivanildo está bem próximo

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 858 VEZES

SOLEDADE (PB) - A aliança política entre o atual prefeito, Geraldo Moura Ramos (PP) e o ex-prefeito, Ivanildo Gouveia (2005 - 2011), está com os dias contados.

 

O fato de Geraldo e Ivanildo apoiarem candidatos a deputados, Estadual e Federal, diferentes, têm deixado o rompimento mais escancarado.

 

O atual prefeito, inclusive, já baixou ao hospital com problemas de pressão e ficou quatro dias internado, sendo que um dos motivos para isso teria sido o fato de Ivanildo ter promovido um evento na zona rural com as presenças dos deputados, Wellington e Caio Roberto, Federal e Estadual, respectivamente, e não ter convidado o prefeito.

 

Geraldo ficou tiririca de raiva também porque alguns secretários do seu Governo, vereadores da bancada de situação e a vice-prefeita, Fabiana Gouveia (PR, prestigiaram a visita dos parlamentares a Soledade, mostrando que eles têm como liderança inconteste, Ivanildo e não o atual gestor.

 

Por Isso, o distanciamento já é visível e Geraldo sabe que só tem a perder, pois não tem grupo político que lhe dê sustentação e, nessa conjuntura, o fracasso eleitoral  dos candidatos apoiados por ele na proporcional é inevitável.

 

Por outro lado, Ivanildo, conhecido justamente pela sua inegável habilidade política na arte de costurar acordos políticos e pela fieldade perante os aliados, têm vencido todas as eleições desde 2004, tanto Municipal quanto Estadual, o que lhe torna o maior líder soledadense na contemporaneidade.

 

Por isso, os funcionários comissionados, que deveriam integrarem o exército do prefeito, votam no candidato que Ivanildo indicar.

 

Geraldo, por sua vez, enfrenta forte rejeição no município devido a uma gestão inoperante e capenga, baseada na política do pão e circo, com aumento de impostos e prática de nepotismo.

 

Da redação 

 

Comentários

Veja também

Facebook