Ex-deputado e ex-prefeito de Boqueirão dirigia carro que provocou acidente na BR 230, matando 2 pessoas

Geral

03/01/2019 às 23h26

Ex-deputado e ex-prefeito de Boqueirão dirigia carro que provocou acidente na BR 230, matando 2 pessoas

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 4660 VEZES

Informações obtidas pelo helenolima.com, dão conta de que quem dirigia a caminhonete Hilux, que se envolveu em um acidente por volta das 20 horas desta quinta-feira (3) na BR 230 nas proximidades da casa de show o Kaipirão e matou duas pessoas, era o ex-vereador, ex-prefeito de Boqueirão e ex-deputado Estadual, João Paulo, pai do atual prefeito da Cidade das ÁGUAS, João Paulo II (PSD).  

 

No trágico acidente, faleceu o ex-vereador da cidade de Olivedos, Kinka, 70 anos, que era motorista da Prefeitura e uma passageira, conhecida como Neta de Gaitinha, do sítio Curralinho, zona rural olivedense e outra pessoa ficou ferida, sendo socorrida para o Hospital de Trauma de Campina Grande pelo SAMU.

 

Segundo informações obtidas pelo portal, a caminhonete tentou fazer uma ultrapassagem em local proibido, invadido a contramão e batido de frente com o gol da Prefeitura de Olivedos, que ficou completamente destruído.

 

Com o impacto, ambos os carros viraram, mas o Gol sofreu maior impacto por ser um veículo menor.

 

João Paulo deixou o local e foi procurar socorro, haja vista que também ficou ferido no acidente.

 

Trajetória política

 

João Paulo se elegeu vereador em Boqueirão pela primeira vez em 1982, com 533 votos.

 

No ano de 1988, ele se tornou prefeito desta cidade numa disputa memorável com Carlos Dunga.

 

A eleição foi decidida com uma diferença a favor de João Paulo de apenas 44 votos, haja vista que ele obteve 6.789 votos e Dunga recebeu 6.745 escrutínios.

 

em 1992, para não ficar sem mandato, João Paulo renunciou ao cargo de prefeito no final e disputou a eleição proporcional, se tornando até os diais atuais, o vereador mais votado de Boqueirão, com 1.349 votos.

 

Depois disso, ele decidiu se candidatar a deputado Estadual em 1994 e obteve 11.179 votos, ficando na suplência.

 

Já em 1998  conseguiu a titularidade de uma cadeira na Assembleia Legislativa ao obter 17.214 votos.

 

Disputou novamente o cargo em 2002, recebendo 15.745 votos e ficando na suplência

 

Quatro anos mais tarde, tornou a ficar na suplência com 9.658 sufrágios e, em 2010, João Paulo concorreu p-ela última vez a um cargo político, novamente para deputado Estadual, conseguindo 6.492 escrutínios.

 

Seu filho foi eleito prefeito de Boqueirão em 2012 e se reelegeu em 2016.

 

Nenhuma descrição de foto disponível.

A imagem pode conter: 1 pessoa, carro

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook