Em Soledade vereador diz ter recebido oferta de R$ 50 mil em propina a mando do prefeito

Politica

16/07/2019 às 22h10

Em Soledade vereador diz ter recebido oferta de R$ 50 mil em propina a mando do prefeito

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 1249 VEZES

SOLEDADE (PB) - CHUPA CABRA apurou nos bastidores da política, que o atual prefeito, Geraldo Moura Ramos (PP), teria se utilizado de um terceiro e oferecido R$ 50 mil em propina para o vereador da oposição, Netinho de Joaninha (Avante), não comparecer a uma sessão na Câmara Municipal que, recentemente, aprovou a instauração de uma comissão processante para apurar supostas denuncias de corrupção contra o gestor.

 

Segundo CHUPA CABRA, Netinho foi convidado para um encontro por uma pessoa que não faz parte do meio político partidário e com quem teria intimidade.

 

Na conversa, que aconteceu a noite, a pessoa teria entregue a Netinho um pacote de dinheiro e dito que eram R$ 50 mil que o prefeito teria mandado lhe entregar para que ele faltasse a sessão que instauraria a comissão processante.

 

"A pessoa foi logo me dizendo: 'portador não merece pancada' e que estava ali a mando do prefeito, jogando em seguida no meu colo os R$ 50 mil", disse o vereador ao CHUPA CABRA.

 

A pessoa disse ainda que o dinheiro não era para Netinho aderir, mas apenas não comparecer a sessão.

 

Mas se caso o vereador desejasse aderir a base do gestor, poderia indicar a sua esposa para ocupar a secretaria adjunta de saúde.

 

"Recusei a propina e disse que a pessoa podia voltar com o dinheiro, devolver ao prefeito e mandar ele investir na educação, pois a minha dignidade não está a venda e quero continuar olhando para o povo com a cabeça erguida", conclui o parlamentar.

 

A aprovação da instauração da comissão processante foi aprovada por 5 a 3 (o presidente só vota em caso de empate), inclusive com o voto de Netinho.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook