Comércio varejista mantém crescimento na PB em abril, diz IBGE

Econômia

14/06/2017 às 03h54

Comércio varejista mantém crescimento na PB em abril, diz IBGE

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 86 VEZES

O comportamento do comércio varejista da Paraíba manteve as vendas positivas em abril. As vendas registraram um pequeno crescimento de 0,4% em abril sobre o mesmo mês do ano passado, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada nesta terça-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Nos quatro primeiro meses deste ano, o setor varejista paraibano registrou três meses de vendas positivos (janeiro, fevereiro e abril), enquanto o país seguiu uma tendência inversa com três meses de resultados negativos e somente um positivo.

 

No acumulado de janeiro a abril, o volume de vendas nas lojas paraibanas continua positivo com índice de 0,3%, enquanto no país os resultados continuam negativos de 1,6%, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

 

No acumulado de 12 meses, a Paraíba registra uma pequena queda de 0,5%, mas ressalte-se que vem caindo com tendência positiva a cada mês. Já o país amarga ainda forte queda de 4,6% em 12 meses.

 

As vendas do comércio varejista ampliado, que inclui além do varejo as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, também tiveram resultado positivo em dois dos quatro meses, enquanto o comportamento do país manteve dados negativos em todos os quatro meses deste ano.

 

Na Paraíba, nos meses de março (+3,5%) e fevereiro (1,2%) as vendas tiveram crescimento.

 

Segundo a gerente da coordenação da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), Isabela Nunes, os números mais estáveis e positivos do varejo paraibano ao longo desses quatro meses, têm relação direta com a renda paga aos servidores públicos.

 

“A redução da inflação, que vem devolvendo o poder de compra do trabalhador, mesmo em um cenário de desemprego, e a liberação de parte do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), contribuíram para que as vendas no comércio varejista do país subissem, mas o pagamento de salário dos servidores públicos na Paraíba em dia influencia ainda mais os resultados do varejo, que é muito sensível à renda ainda que esteja em queda diante do quadro recessivo do país. O adiantamento do 13º salário, por exemplo, do Estado tem impactado positivamente o comércio diretamente”, comenta.

Comentários

Veja também

Facebook