Com dívidas astronômicas IND FM é arrendada a grupo de comunicação

Econômia

07/04/2018 às 15h19

Com dívidas astronômicas IND FM é arrendada a grupo de comunicação

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 370 VEZES

SERRA BRANCA - Informações exclusivas obtidas pelo helenolima.com, dão conta que o grupo empresarial comandado pelo deputado Estadual, João Henrique, arrendou a concessão da rádio IND FM (107,7) a um grupo de comunicação ainda não revelado e que assume os desígnios da emissora, que está a beira da falência, na próxima semana

 

 Fundada em 1995 pelo ex-prefeito de Gurjão e Serra Branca, Juarez Maracajá Coutinho (in memorian), a rádio Independente, em pouco tempo se transformou referência na radiofonia da Paraíba, com grandes comunicadores e uma programação diversificada no entretenimento, cultura, jornalismo e esporte.

 

Alguns anos depois, a emissora foi vendida ao ex-prefeito de Gurjão, José Carlos Vidal (2001 - 2008) e, apesar dos problemas que já começava a enfrentar, manteve a pegada com a IND FM ainda reinando absoluta no Cariri e região.

 

Mas a partir de 2012, a rádio deu início ao seu declínio, após ser adquirida pelo grupo João Henrique, ao preço aproximado de R$ 600 mil.

 

Durante este período de 6 anos, João Henrique não promoveu nenhum investimento na emissora, que não tem sequer um prédio próprio, pois paga aluguel dos seus estúdios no centro de Serra Branca bem como do terreno onde ficam instalados o transmissor e a antena.

 

Aliás, a IND FM era conhecida pela sua longa potência, que atingia cerca de 120 municípios na Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte e, atualmente, com um transmissor emprestado de baixa potência, só funciona em Serra Branca e chega com um sinal de péssima qualidade em alguns municípios circunvizinhos.

 

Com o declínio e o surgimento de concorrentes, a IND perdeu quase a totalidade de sua audiência e foi sendo abandonada aos poucos pelos anunciantes, que não viam retorno das suas publicidades inseridas na emissora.

 

Assim mesmo, o deputado vinha segurando a peteca e colocando dinheiro do próprio bolso para pagar as despesas mensais, que giram em torno dos R$ 20 mil.

 

Por sua vez, os comunicadores de peso, conhecidos dos ouvintes, foram deixando a rádio, a exemplo de Adriano Ever, último medalhão, que tem milhares de fás na região, que se desligou da IND nesta semana.

 

Para completar, a rádio amarga uma grande dívida e que pode inviabilizar até o seu funcionamento, pois corre o risco de perder a concessão.

 

São dívidas trabalhistas, INSS, bem como junto no ECAD (direitos autorais) e ao Ministério das Comunicações.

 

O grupo que assume a IND FM a partir da próxima semana, já comunicou aos funcionários que pretende ter uma reunião com os remanescentes no máximo até a quinta-feira (12), onde vai passar a nova filosofia da empresa e correr contra o tempo na tentativa de angariar o seu lugar de destaque no coração dos ouvintes bem como dos anunciantes.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook

 -->