Caminhoneiros participam de ação preventiva de saúde em Mamanguape

Saude

24/05/2019 às 00h06

Caminhoneiros participam de ação preventiva de saúde em Mamanguape

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 190 VEZES

Faz 10 anos que o pernambucano, Genivaldo, trabalha andando pelas rodovias, entregando cargas, dirigindo um caminhão. O tempo é corrido e o cuidado com a saúde fica de lado.

 

Cícero Josué, paraibano, 44 anos, dos quais 12 na estrada, também se queixa da falta de tempo para conferir se tem algum agravo.

 

Ambos participaram, na manhã desta quinta-feira (23), de uma ação conjunta realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 
O 2º Comando de Saúde Preventivo aconteceu na Unidade Operacional da PRF de Mamanguape, BR-101, e teve o objetivo de informar aos motoristas profissionais sobre parâmetros e cuidados com a saúde.

 

O intuito foi proporcionar aos caminhoneiros um momento de acompanhamento a sua própria saúde.
 

No local, foram disponibilizados alguns serviços de promoção de saúde como teste rápido para HIV, Sífilis e Hepatite, exame para verificar glicemia, avaliação de Hanseníase e Tuberculose e imunização com aplicação de vacinas contra Tétano e Hepatite B.

 

Na ocasião, os caminhoneiros também participaram de uma palestra educativa para o trânsito, receberam aconselhamento sobre  as ISTs e sobre os cuidados com relação às arboviroses.
 

Para o superintendente da PRF, Carlos André, a integração dos dois órgãos com outras instituições somam esforços para atuar na prevenção da saúde dos condutores.
 

 

“Não adianta só fiscalizar. Temos que juntar esforços para que o acidente não ocorra. E essa é uma ação que tem esse caráter, verificar se algum condutor está com problema de saúde, orientá-lo para os cuidados no trânsito, especialmente durante a condução do veículo e os cuidados que ele tem que ter com a própria saúde para que evite dirigir em condições inadequadas”, afirma.
 

A chefe do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, Gerlane Carvalho, pontua que a parceria com a PRF é importante pois o órgão tem a atribuição de fiscalizar o trânsito.

 

“Dentro da secretaria temos um programa no qual trabalhamos com a redução e prevenção de acidentes graves e mortes. Estamos aqui justamente para fortalecer  esse programa, o Vida no Trânsito, e levar também outros serviços de saúde para os condutores”, observa.

 
Segundo a chefe do Núcleo de Doenças Endêmicas da SES, Anna Stella Pachá, esse é o primeiro momento do projeto da secretaria referente à Tuberculose e Hanseníase.

 

Ela explica que, devido à vida corrida, muitos condutores profissionais não conseguem ir para unidades de saúde, acabam adquirindo essas doenças e, com o tempo, chega a gravidade.
 

“Temos a oportunidade de ofertar para os caminhoneiros que estão passando pela rodovia a possibilidade de identificar se eles têm alguns sintomas sugestivos referentes à Tuberculose e Hanseníase”, pontua.
 

Sobre Genivaldo e Cícero Josué, os dois condutores receberam resultado satisfatório para os exames realizados.

 

“Eu acho que era pra ter isso sempre. A gente que vive na estrada quase não tem tempo de parar pra cuidar da saúde. Essa é a oportunidade que temos”, afirma Cícero.

 

Genivaldo reclama da pressa de alguns condutores e reforça a afirmação do colega de profissão que a ação deveria acontecer sempre.

 
“Acabou a pressa. Tudo bem que a gente tem carga para entregar e tem um prazo pra isso. Mas em primeiro lugar vem a saúde. Meus colegas vivem apressados, eu prefiro cuidar é da minha saúde”, completa.
 

Além da SES e da PRF, participaram da ação a secretaria de saúde dos municípios de Mamanguape e Cabedelo, além da secretaria executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob), o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Polícia Militar da Paraíba, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba e a Organização Não Governamental Andrae.

Comentários

Veja também

Facebook