Bolsonaro recua da ideia de acabar com o Ministério do Trabalho

Brasil

13/11/2018 às 23h00

Bolsonaro recua da ideia de acabar com o Ministério do Trabalho

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 282 VEZES

Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (13), que vai manter o status de ministério do Trabalho.

 

O presidente eleito afirma que a área não se tornará uma secretaria, mas que deve passar a integrar outra pasta.

 

”O Trabalho vai continuar com status de ministério. Não vai ser secretaria, não. Vai ser ministério disso, disso, disso e Trabalho. É igual o Ministério da Indústria e Comércio, é tudo junto”, declara.

 

No final da semana passada, o presidente disse que a pasta deixaria de existir, destacando que o Trabalho seria “incorporado a algum ministério”.

 

O Ministério do Trabalho emitiu um comunicado contrário à decisão.

 

“O futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado para a sua compatibilização produtiva, e o Ministério do Trabalho, que recebeu profundas melhorias nos últimos meses, é seguramente capaz de coordenar as forças produtivas no melhor caminho a ser trilhado pela Nação Brasileira, na efetivação do comando constitucional de buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros”.

 

Na sexta-feira (9), líderes do Ministério do Trabalho e outras quatro instituições trabalhistas divulgaram uma nota pública classificando que ‘a proposta de fusão da pasta com o Ministério da Indústria e Comércio sinaliza negativamente para um retorno do Brasil à década de 1920’.

Comentários

Veja também

Facebook