Apesar de receber R$ 100 mil do fundo eleitoral candidata a deputada é um fracasso nas urnas

Politica

09/10/2018 às 22h51

Apesar de receber R$ 100 mil do fundo eleitoral candidata a deputada é um fracasso nas urnas

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 684 VEZES

Candidata a deputada Estadual pelo PTB nas eleições deste ano, Arlete Cabral (PTB), conseguiu obter apenas 40 votos em Juazeirinho, cidade em que já foi vereadora entre 2013 e 2016, contribuiu para eleger o filho, Wagner, na legislatura de 2009 a 2012 e terra do seu marido, Márcio Marinheiro, ex-secretário de administração e finanças durante 2001 e 2008, nos governos do seu irmão, Fred Marinheiro.

 

Vale salientar que na campanha para a sua reeleição como vereadora, em 2016, Arlete só angariou 39 votos. Isso significa que de lá para cá, ela aumentou a votação. Pouca, é verdade, mas aumentou.

 

Na Paraíba toda, Arlete, uma das donas de uma empresa de ônibus do transporte coletivo de Campina Grande, obteve 533 sufrágios, o que corresponde a 0,03% dos votos válidos para deputado Estadual, que foram 2.051.415 no total.

 

Aliás, foi na Rainha da Borborema, que ela recebeu a maior votação, 314.

 

Apesar da pífia votação, para fazer a sua campanha, Arlete recebeu R$ 100 mil da direção Nacional do PTB, do fundo eleitoral (dinheiro público), o que significa dizer que o fracasso na eleição não foi a falta de recursos financeiros, haja vista que centenas de candidatos, com bem menos dinheiro que ela, conseguiram bem mais votos.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook