Ano letivo da rede Municipal de Campina será aberto em 6 de fevereiro

Educação

20/12/2016 às 14h31

Ano letivo da rede Municipal de Campina será aberto em 6 de fevereiro

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 109 VEZES

CAMPINA GRANDE - O prefeito, Romero Rodrigues (PSDB), anunciou neste final de semana, que o ano letivo da rede Municipal de ensino será aberto no dia 6 de fevereiro (segunda-feira) na escola que foi selecionada para o projeto que funcionará em tempo integral e com ensino bilíngue.

 

Romero afirma que a transformação de uma escola municipal de padrão normal, em uma unidade com modelo de tempo integral e ensino bilíngue, é uma decisão político-administrativa de curtíssimo prazo.

 

"Nosso objetivo de mudar vidas passa a ter um outro patamar na área de educação", anuncia o prefeito após reunião com a secretária municipal de Educação, Iolanda Barbosa. 

 

O gestor também confirma para o dia 6 de fevereiro (ao invés de 2 de fevereiro, como anunciado anteriormente) a consolidação dessa proposta

 

A data foi escolhida por ser o mesmo dia da abertura oficial do ano letivo na rede municipal de ensino em 2017.

 

Já o bairro que receberá a primeira escola em tempo integral e com ensino bilíngue será o Pedregal, localizado na zona oeste de Campina Grande.

 

O bairro, localizado em uma das áreas mais carentes da cidade, vem recebendo várias políticas públicas desde o início da gestão do prefeito reeleito. 

 

Romero disse que, mesmo sendo um desafio para a equipe da Secretaria de Educação, não há dúvidas de que a iniciativa será representativa para toda a gestão municipal.

 

"Não vamos abrir mão de continuar criando condições para que o estudante da rede municipal continue avançando nas condições básicas para um ensino de qualidade, o que não deve ser apenas um privilégio para os alunos da rede privada", destaca. 

 

Um exemplo de que o poder público pode mirar nesse objetivo de criar condições iguais de preparação pedagógica, para milhares de crianças da rede municipal, foi a entrega de tablets para estudantes e professores municipais ainda na sua primeira gestão.

 

"Foi uma experiência positiva e estamos sempre abertos a novos desafios", avalia o chefe do executivo campinense.

Comentários

Veja também

Facebook