AL prevê economia de cerca de R$ 500 mil anual com novo contrato de locação de veículos

Econômia

10/06/2019 às 21h11

AL prevê economia de cerca de R$ 500 mil anual com novo contrato de locação de veículos

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 220 VEZES

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) concluiu licitação para o aluguel de veículos para o uso das atividades da Casa.

 

Com o novo processo, o Legislativo Estadual vai economizar quase R$ 50 mil por mês em relação ao que está sendo pago atualmente.

 

Uma economia de R$ 590.280 por ano.

 

Além do mais, o número de automóveis locados passará de 26 para 30 carros.

 

A economia se dará devido a mudança nos modelos dos veículos, que continuarão atendendo com conforto e segurança aos setores da Casa, mas implicarão num custo menor do contrato.


“A ordem é cortar custos. Vamos diminuir os gastos e fazer um trabalho que a gente possa dar as respostas que o povo da Paraíba quer”, ressalta o presidente Adriano Galdino (PSB).

Os funcionários e parlamentares parabenizaram a iniciativa da mesa diretora, através do presidente, que tem realizado esforços para diminuir gastos. 

 

Atualmente, ALPB tem 26 veículos locados no valor mensal de R$ 167.690.

 

Com o novo contrato, a Assembleia Legislativa vai poder contar com 30 veículos no valor de R$ 118.500.

 

"Ou seja, teremos uma economia mensal de 49.190 por mês e anual de 590.280,00", explica o presidente da Comissão de Licitação, Renato Caldas Lins Júnior.

De acordo com Renato Lins, atualmente a Casa possui contrato com três empresas de veículos que atendem as demandas.

 

"Esses contratos estão em fase de vencimento e o objetivo é que a ALPB possa economizar os gastos com os automóveis. Vamos ter uma redução de praticamente 30% no valor atualmente gasto com locação de veículos. Estamos realizando todos os esforços necessários para melhorar os custos e o trabalho feito aqui na Assembleia", disse o presidente da Comissão de Licitação.

Desde que assumiu a presidência do Legislativo Estadual no início do ano, Adriano vem realizando ações que visam fazer uma grande reforma administrativa para otimizar os trabalhos na Casa.

 

O presidente afirma que a prioridade é se adaptar ao cenário de crise Estadual e Nacional.

 

Ele já tem feito redução de gastos em outros setores, como nos gabinetes dos deputados e também nas secretarias da Casa.

Comentários

Veja também

Facebook