Acusado de estuprar agricultora na frente da mãe no Cariri estava fugindo para o RJ

Policial

07/11/2018 às 09h59

Acusado de estuprar agricultora na frente da mãe no Cariri estava fugindo para o RJ

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 1622 VEZES

A primeira vez que João Paulo Pedro da Silva, 34 anos, residente no sítio Curimatãs, município de Santo André, estuprou uma agricultora de 52 anos, também na zona rural, foi na noite de 21 de abril deste ano.

 

Segundo a investigação da polícia, João Paulo chegou a noite a casa da agricultora, a agrediu e cometeu o ato sexual sem o seu consentimento.

 

Preso, ele foi levado às barras da Justiça, mas o juiz decidiu que não havia robustez nas provas e João Paulo recebeu liberdade provisória em maio, com medida protetiva para permanecer distante da vítima.

 

No entanto, no último dia  8 de setembro,  João Paulo voltou a atacar a agricultora.

 

As investigações apontam que ele arrombou a casa da vítima, a espancou e voltou a violentá-la sexualmente, na presença da mãe.

 

Aterrorizada, a agricultora abandonou seu lar e procurou a Delegacia de Polícia Civil (PC), que representou pela prisão de estuprador.

 

Desde então, o tarado estava foragido, mas como diz o ditado que um dia é da caça e o outro do caçador, ele foi preso no último sábado (3), na cidade de Monteiro, quando estava dentro de uma lotação e pronto para fugir com destino ao Estado do Rio de Janeiro.

 

O acusado foi conduzido à Cadeia Pública da cidade de Juazeirinho, onde permanece a disposição da Justiça.

 

A prisão é fruto de um trabalho da Polícia Civil da Paraíba, representada pela 12 DSPC (Seccional de Esperança), por meio da Delegacia de Juazeirinho, em conjunto com o GTE de Monteiro.

 

Da redação

Comentários

Veja também

Facebook